O que são as varizes?

As varizes são veias grandes e inchadas. Qualquer veia superficial pode ficar varicosa, porém as veias mais afetadas são as das pernas. Isso porque ficar em pé e andar ereto aumenta a pressão nas veias da parte inferior do corpo.

Para muitas pessoas as varizes são uma alteração comum e suave, uma simples preocupação estética. Para outras pessoas elas causam dor e desconforto. Às vezes levando até a problemas mais graves. Como, inchaço, dores e pernas doloridas. As varizes podem se romper ou se
transformar em úlceras varicosas na pele. Isso exigirá tratamento médico.

Sintomas

Os sinais que você pode ter incluem:
● Veias de cor roxa escura ou azul
● Veias que parecem torcidas e salientes; eles geralmente são como cordões nas pernas
● Uma sensação dolorida ou pesada nas pernas
● Ardor latejante, cãibras musculares e inchaço nas pernas
● Agravamento da dor após permanecer sentado ou em pé por muito tempo
● Descoloração da pele ao redor de uma veia varicosa

Elas são encontradas mais perto da superfície da pele e geralmente são vermelhas ou azuis. Elas ocorrem nas pernas, porém podem ser encontradas no rosto, variando de tamanho e nas maiorias das vezes são como a teia de uma aranha.

Complicações

Qualquer condição em que o fluxo sanguíneo adequado seja prejudicado tem risco de complicações. No entanto, na maioria dos casos, varizes não apresentam complicações. Se ocorrerem complicações, elas podem incluir:

Sangramento

Tromboflebite

Coágulos sanguíneos na veia da perna causam inflamação na veia.

Insuficiência venosa crônica

A pele não troca oxigênio, nutrientes e resíduos com o sangue adequadamente porque o fluxo sanguíneo é fraco. A insuficiência venosa crônica não é causada por varizes, mas as duas entidades estão intimamente relacionadas.

Pessoas com insuficiência venosa crônica podem desenvolver eczema varicoso, lipodermatoesclerose (pele dura e firme) e úlceras venosas. As úlceras venosas formam-se classicamente ao redor dos tornozelos e geralmente são precedidas por uma área descolorida. É importante obter avaliação médica para insuficiência venosa crônica.

Quais são as causas?

No interior das veias, encontramos as válvulas que funcionam como pás, permitindo a passagem do sangue. Quando as válvulas estão fracas ou danificadas podem levar a varizes. As artérias transportam o sangue do seu coração para o resto dos seus tecidos e as veias devolvem o sangue do resto do seu corpo para o coração, para que o sangue possa ser circulado. Para devolver o sangue ao coração, as veias das pernas devem funcionar contra a gravidade.

As contrações musculares das pernas agem como bombas, e as paredes elásticas das veias ajudam o sangue a retornar ao seu coração. As pequenas válvulas nas veias se abrem quando o sangue flui em direção ao coração e depois fecham para impedir que o sangue flua para trás. Se essas válvulas estiverem fracas ou danificadas, o sangue pode fluir para trás e se acumular na veia, fazendo com que as veias se estiquem ou torçam.

Como prevenir as varizes?

Não há como impedir completamente as varizes. Mas melhorar a circulação e o tônus muscular pode reduzir o risco de desenvolver varizes ou adquirir outras. As mesmas medidas que você pode tomar para tratar o desconforto das varizes em casa podem ajudar a prevenir varizes, incluindo:

● Exercícios físicos
● Observando seu peso
● Alimentação rica em fibras e com pouco sal,
● Evitar saltos altos e meias apertadas
● Elevando as pernas
● Evitar permanecer em pé ou sentado por muito tempo

Tratamento

Se houver sintomas, pode ser necessário tratamento para reduzir a dor ou o desconforto, e consequentemente resolver complicações, como úlceras nas pernas, descoloração da pele ou inchaço. Alguns pacientes também podem querer tratamento por razões estéticas.
Vamos conhecer quais os tipos de tratamento para varizes.

Cirurgia

Se as varizes forem grandes, elas podem precisar ser removidas cirurgicamente. Isso geralmente é feito sob anestesia geral. Na maioria dos casos, o paciente pode ir para casa no mesmo dia – se for necessária cirurgia nas duas pernas, ele pode precisar passar uma noite no hospital.

Tratamentos a laser são frequentemente usados para fechar veias menores e também veias de aranha. Fortes rajadas de luz são aplicadas à veia, que gradualmente desaparece.

Ligadura da veia e Stripping

São feitas duas incisões, uma próxima à virilha do paciente, na parte superior da veia alvo, e a outra, mais abaixo da perna, no tornozelo ou no joelho. O topo da veia é amarrado e selado. Um fio fino e flexível é enfiado no fundo da veia e, em seguida, puxado para fora, levando a veia com ele.

Esse procedimento geralmente não requer internação hospitalar. Às vezes, a ligação e a remoção podem resultar em hematomas, sangramentos e dores.

Após a cirurgia, a maioria dos pacientes precisará de 1 a 3 semanas para se recuperar antes de voltar ao trabalho e a outras tarefas normais. Durante o tempo de recuperação, meias de compressão são usadas.

Escleroterapia

Um produto químico é injetado em varizes pequenas e médias, que as cicatrizam e as fecham.
Algumas semanas depois, eles devem desaparecer. Uma veia pode precisar ser injetada mais de uma vez.

Remoção por radiofrequência

Uma pequena incisão é feita acima ou abaixo do joelho, e com a ajuda de uma ultrassonografia; um tubo estreito (cateter) é enfiado na veia.
O médico insere uma sonda no cateter, que emite energia de radiofrequência. A energia de radiofrequência aquece a veia, causando o colapso de suas paredes, fechando-a efetivamente.
Este procedimento é preferido para varizes maiores. A remoção por radiofrequência geralmente é feita com anestésico local.

Tratamento a laser endovenoso

Um cateter é inserido na veia do paciente. Um pequeno laser é enfiado no cateter e posicionado na parte superior da veia alvo; ele produz rajadas de energia curtas que aquecem a veia, fechando-a.

Com o auxílio de uma ultrassonografia, o médico passa o laser até a veia, gradualmente queimando e selando tudo. Este procedimento é realizado sob anestesia local. Pode haver alguma lesão no nervo, que geralmente é breve.

Flebectomia com transiluminação

Um transiluminador endoscópico (luz especial) é introduzido através de uma incisão sob a pele, para que o médico possa ver quais veias precisam ser removidas. As veias alvo são cortadas e removidas com um dispositivo de sucção através da incisão.

Um anestésico geral ou local pode ser usado para este procedimento. Pode haver algum sangramento e hematomas após a operação.

Fatores de risco

Os especialistas não sabem ao certo porque as paredes das veias se esticam ou porque as válvulas ficam com defeito. Em muitos casos, isso ocorre sem motivo claro. No entanto, alguns fatores de risco potenciais incluem:

● Menopausa
● Gravidez
● Ter mais de 50 anos
● Em pé por longos períodos
● História familiar de varizes
● Usar muito salto alto
● Obesidade
● Os seguintes fatores de risco estão associados a um risco maior de ter varizes:

Sexo: As varizes afetam mais as mulheres do que os homens. Pode ser que os hormônios femininos relaxem as veias. Nesse caso, tomar pílulas anticoncepcionais ou terapia hormonal (TH) pode contribuir.
Genética: As varizes geralmente ocorrem nas famílias.
Obesidade: Estar acima do peso ou obeso aumenta o risco de varizes.
Idade: o risco aumenta com a idade, devido ao desgaste das válvulas das veias.
Alguns trabalhos: um indivíduo que precisa passar muito tempo no trabalho pode ter uma chance maior de varizes.

Gravidez e varizes

As mulheres são muito mais propensas a desenvolver varizes durante a gravidez do que em qualquer outro momento de suas vidas. As mulheres grávidas têm muito mais sangue no corpo; isso coloca pressão extra no sistema circulatório.

Além disso, alterações nos níveis hormonais podem levar ao relaxamento das paredes dos vasos sanguíneos. Ambos esses fatores aumentam o risco de ter varizes.

À medida que o útero cresce, há mais pressão nas veias na área pélvica da mãe. Na maioria dos casos, as varizes desaparecem após o término da gravidez; porém, às vezes, mesmo que as varizes melhorem, pode haver alguma parte visível.

Remédios caseiros
Podem ser tomadas medidas em casa para melhorar a dor e impedir que as veias varicosas piorem.

Esses incluem:
● Exercício
● Perdendo peso
● Levantando as pernas

Existem também muitos tratamentos naturais sem receita, geralmente cremes e emolientes tópicos.

Isso pode ajudar a aliviar a dor e melhorar o conforto, além de melhorar a aparência geral das varizes.

Meias de compressão apertam as pernas do paciente e melhoram a circulação.

Eles trabalham apertados ao redor dos tornozelos e soltos ainda mais na perna. Dessa forma, as meias de compressão incentivam o fluxo sanguíneo adequado para cima, contra a gravidade e voltando para o coração.

As meias de compressão podem ajudar com desconforto, dor e inchaço, mas as pesquisas não confirmaram se elas impedem o agravamento das varizes ou mesmo as impedem. Os estudos tiveram resultados mistos e conflitantes.
As meias tornam a pele de algumas pessoas seca e escamosa. Se isso acontecer, é importante informar um médico.

Diagnóstico

Um exame físico, principalmente visual, por um médico decidirá se um paciente tem ou não varizes. O paciente será solicitado a permanecer em pé enquanto o médico verifica sinais de inchaço.

Às vezes, os seguintes testes de diagnóstico são solicitados:

● Teste Doppler: Uma ecografia para verificar a direção do fluxo sanguíneo nas veias. Este teste também verifica coágulos sanguíneos ou obstruções nas veias.
● Ecografia duplex em cores: fornece imagens coloridas da estrutura das veias, o que ajuda o médico a identificar quaisquer anormalidades. Também pode medir a velocidade do fluxo sanguíneo.

O paciente também pode fazer perguntas sobre os sintomas. Em alguns casos, um médico pode encaminhar o paciente a um especialista vascular.

Deixe um comentário